Pollo o pasta?

Em 2016, conheci dois lugares fantásticos: Cidade do México e Acapulco. Foi incrível! Via de regra, os mexicanos são pessoas atenciosas e simpáticas. Mesmo em um país com altíssimos índices de violência, a sensação de segurança e acolhimento foi maior do que esperava. E me chamou muito a atenção a paciência que tinham com turistas que, como eu, não se deram ao trabalho de aprender o básico da língua espanhola. Até tentei, juro! Mas meu empenho foi insuficiente e, até hoje, meu espanhol é fueda!

Um pouco de inglês aqui, portunhol ali, desespero acolá e passei por essa sem nenhuma grande gafe. Na volta, a companhia aérea era brasileira, o que foi um certo alívio. São nove horas de voo da Cidade do México a Guarulhos, então era prudente que soubesse me comunicar bem em um lugar em que não tem para onde correr caso haja uma emergência.

Como era um voo longo, além dos odiados snaks, eram servidas refeições. Em uma delas, a comissária perguntou “Português ou espanhol?” para saber como deveria se comunicar comigo. Respondi “Português” contidamente, embora por dentro eu pensava “Português, sim! Por favor!!!” E ela seguiu*: “Temos frango com molho de ervas, arroz, legumes ao vapor e pera ou ravióli de queijo ao molho branco, brócolis, salada mista e mamão”. Optei pelo ravióli. Ela entregou a bandeja e passou para as poltronas de trás.

Ali, viajava um casal. Novamente a comissária questionou “Português ou espanhol?”, ao que eles responderam “Espanhol”. E ela, prontamente, continuou: “Pollo o pasta?”. FRANGO OU MASSA?? Vocês têm noção de que ela pegou aquele cardápio infinito em português e transformou em três palavras, facilitando a vida dela e a do casal? Não sei se isso é uma regra nas companhias aéreas ou se foi um migué dado por aquela mulher que acabava de ganhar minha admiração. Só sei que aquilo me fez pensar.

Todo mundo tem pelo menos um momento na vida que perde a oportunidade de facilitar as coisas. Faz o mais difícil quando poderia chegar ao mesmo resultado com a metade do estresse. Depois de uma dúzia de textos, vocês devem imaginar o quanto já fiz isso. Era só simplificar, mas para que, né? Se poderia ter experiências incríveis, gritando e arrancando os cabelos. Há quem tenha essa tendência de pegar o caminho mais longo e esburacado. Não por coincidência, normalmente é quem mais reclama de cansaço.

Claro que estou falando de caminhos diferentes que levam ao mesmo resultado. Optar pelo mais fácil para não chegar ao lugar certo é inútil – e às vezes até criminoso! No caso da comissária, não faria muita diferença. Se o homem ou a mulher tivessem alguma alergia alimentar, provavelmente teriam questionado o que mais havia na refeição. A minha teoria é de que ela não tinha toda a fluência necessária para apresentar o cardápio em detalhes. O que ela fez? Entrou em pânico? Não, resolveu o problema de forma simples. Ela fez o trabalho dela e o casal matou a fome.

Pode não ter sido isso? Pode! Ela pode ter tido preguiça, pode não ter ido com a cara de um dos dois, pode ter resumido porque a tripulação teria horário a cumprir.  Muitas são as teorias. Mas eu gostei mais da minha mesmo. Fez com que eu pensasse em como é possível simplificar coisas que parecem difíceis. Fez com que eu quisesse contar a história porque acho que todo mundo pode pensar nisso também. Tudo bem, eu sei que tem gente que vai achar minha teoria besta. Mas… fueda-se!

*Os ingredientes do almoço não eram especificamente aqueles, mas óbvio que não lembro. No entanto, essa ilustração era necessária para o contexto, então inventei tudo. Recomendo que não tentem fazer as receitas em casa.

Anúncios

Um comentário

  1. Como sempre, espetacular!! Quanto ao cardápio, tirando as sobremesas sem graça, as opçôes estão bastante equilibradas, beeemmm factível!! 🤗😊😋😀😀❤️❤️❤️💋💋💋

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s